Loading...

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Impeachment de Yeda é arquivado sem ter sido debatido

20 de Outubro de 2009 - 20h20

O governo Yeda Crusius (PSDB) fez valer sua maioria na Assembléia Legislativa para arquivar, por 30 votos a 17, o processo de impeachment da governadora proposto pelo Fórum dos Servidores Públicos. A base governista aprovou o parecer da relatora da Comissão Especial do Impeachment, deputada Zilá Breitenbach (PSDB), que decidiu pelo arquivamento sem ter realizado uma reunião sequer com os demais integrantes da comissão para debater os documentos que embasavam o pedido de afastamento.

A responsabilidade pelo arquivamento do processo de impeachment recai sobre o PSDB, PMDB, PTB, PP e PPS. Os deputados e lideranças desses partidos decidiram cerrar fileiras, tanto na Comissão do Impeachment quanto na CPI da Corrupção, para evitar que a Assembléia gaúcha seja um espaço de investigação das denúncias resultantes das operações Rodin e Solidária, que envolvem, segundo estimativa do Ministério Público Federal, um desvio de mais de 340 milhões de reais dos cofres públicos.

As razões que sustentavam o pedido de afastamento da governadora, e que não foram debatidas na comissão criada para tanto, eram as seguintes:

1) A governadora sabia dos acontecimentos no Detran

No processo de montagem do governo Yeda, foi mantido o esquema que teve origem no governo Germano Rigotto (PMDB). Conforme investigações do MP Federal, da Polícia Federal e depoimento à sindicância na Procuradoria Geral do Estado, diversas manifestações de envolvidos diretamente no processo se referem ao conhecimento e participação da governadora. Na CPI do Detran, em 2008, o ex-presidente do Detran, Flávio Vaz Netto, disse que não fez nada que não fosse do conhecimento da governadora, razão pela chegou a arrolá-la como testemunha de defesa.

A própria governadora, em entrevista de rádio no dia 17 de abril de 2008, corrobora esta afirmação, ao referir seu conhecimento acerca das mudanças no Detran e até mesmo da participação de Lair Ferst e suas empresas. Da mesma forma, a gravação realizada pelo vice-governador Paulo Feijó com o então Chefe da Casa Civil, César Busatto, testemunha o conhecimento da governadora em relação aos procedimentos adotados no Detran.

Além disso, no depoimento de Lair Ferst ao MP Federal, no início de 2009, estão descritos em detalhe mais 20 fatos graves envolvendo diretamente a governadora e seus assessores mais próximos, tanto no período anterior à eleição quanto no período imediato do seu governo. Com a sua exclusão do esquema, Lair Ferst passou a pressionar para recuperar a sua posição. Em meio a esse conflito, os protagonistas se referem diretamente à necessidade de mediação por parte da governadora. Durante a CPI do Detran, o principal argumento de defesa do governo consistia em afirmar que a governadora não tinha conhecimento do que estava acontecendo no Detran.

2) Mais do que saber, Yeda participou ativamente da reorganização do esquema quando passou de uma fundação para a outra.

O material disponibilizado pela Justiça Federal revela uma ação deliberada de governo no sentido de, inicialmente, viabilizar a organização do esquema, quando da substituição de uma fundação por outra. Há depoimentos e gravações, já divulgados, que revelam a intervenção da governadora neste sentido. Esse foi um dos principais motivos pelos quais a base do governo procurou obstaculizar os trabalhos da CPI do Detran (e segue fazendo o mesmo agora na CPI da Corrupção). Esse esforço pode ser constatado em interceptações telefônicas realizadas no decorrer da investigação, que traziam conversas entre agentes do governo e investigados na operação sobre os trabalhos da CPI. Além disso, houve também uma intervenção direta do centro do governo em um esforço explícito de beneficiar empresas supostamente envolvidas com o esquema delituoso do Detran. Estas ações se materializaram em atitudes pouco usuais na tramitação de procedimentos administrativos visando contratações por dispensa de licitação

3) A governadora não tomou qualquer atitude em relação as ações irregulares de seus assessores diretos, Walna Vilarins e Ricardo Lied (o que também caracteriza improbidade)


O chefe de gabinete da governadora, Ricardo Lied, foi flagrado em várias ações irregulares. Um exemplo disso foi sua intervenção no processo eleitoral municipal em Lajeado, onde ficou evidenciada a tentativa de utilização ilegal de informações sigilosas do sistema de segurança do estado para atacar adversários políticos, conforme gravações e denúncia feita pelo ex-ouvidor da Secretaria de Segurança, Adão Paiani. Outro exemplo foi a visita que fez, juntamente com dois delegados de polícia, à residência do ex-presidente do Detran, Sérgio Buchmann, quando propuseram a ele que avisasse o filho de uma operação policial que estava prestes a ser realizada. Por essa razão, Lied é alvo de uma ação civil pública pelo MP Estadual, acusado de violação de sigilo funcional.

A assessora da governadora, Walna Villarins Menezes, é uma das indiciadas no inquérito relativo à Operação Solidária, É acusada de corrupção passiva e formação de quadrilha. O ex-secretário da Transparência, Otaviano Brenner de Moraes, entregou à governadora, no dia 26 de junho, expediente com suas conclusões acerca das denúncias contra Walna Menezes, nas quais recomendava a realização de uma sindicância visando o afastamento da assessora. A governadora se negou a tomar qualquer iniciativa, o que também configura improbidade administrativa.

Fonte: Blog RS Urgente/ Marco Weissheimer

UJS-RS elege novo presidente e comemora os 25 anos





No último domingo, a UJS-RS realizou sua plenária estadual. Com a participação do presidente nacional da entidade, Marcelo "Gavião", o encontro serviu para refletir sobre o momento crítico que o estado vive com a implementação do projeto neoliberal, discutir os desafios até o final do ano, com destaque para a mobilização rumo ao 38º Congresso da UBES, e fazer alterações na direção local. O militante Mateus Fiorentini, conhecido como "Xuxa", foi eleito presidente, assumindo no lugar de Edison Puchalski, que desempenhará outras tarefas políticas no próximo período. "Xuxa" tem 24 anos, é estudante de História da UFRGS e militante da UJS desde 2002.

De noite, no Barato Bar, em Porto Alegre, os 25 anos da União da Juventude Socialista (UJS) foram comemorados em grande estilo. A festa teve participação de novos e antigo militantes, que relembraram muitas histórias e lutas políticas, tendo como acompanhamento o som de Violeiro só.

O presidente estadual eleito, Mateus Fiorentini "Xuxa", em seu discurso, recordou as diversas lutas e conquistas da UJS nesse quarto de século. A estudante de psicologia da Ulbra/Canoas Gabriela Freitas emocionou os presentes com o poema chamado "Uma Moça com a cara do Novo Brasil" (leia abaixo), escrita pelo também militante Igor Corrêa Pereira.

http://www.ujs.org.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=433:ujs-rs-elege-novo-presidente-e-comemora-os-25-anos&catid=38:ultimas&Itemid=100

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

UJS 25ANOS

SE CHAMANDO JOÃO CARLOS HAAS SOBRINHO É REOGANIZADA A UEE/RS



Na última sexta-feira(09) no auditório da Economia da UFRGS, teve início o Congresso da União Estadual dos Estudantes do Rio Grande do Sul(UEE/RS). Na ocasião foram apresentadas uma série de propostas das quais os movimentos participantes defendiam.
Além da discussões e debates também foram apresentadas, a carta FORA YEDA, o documento de reorganização da entidade estadual dos gaúchos, o novo estatuto e finalmente a nova coordenação, composta pela unificação das chapas representadas por Rodrigo, da tese Da Unidade vai Nascer a Novidade, e Pulga do Movimento Kizomba. Ainda aprovou-se que essa UEE terá como patrono o militante do movimento estudantil, assassinado na Guerrilha do Araguaia João Carlos Haas Sobrinho.

O Congresso contou com a presença do presidente da UNE, Augusto Chagas, dos deputados estaduais Raul Carrion(PCdoB), Ronaldo Zulke(PT), do presidente municipal do PCdoB/POA, Fernando Niedersberg além de dezenas de estudantes, representantes de DA's,CA's e DCE's de todo o Estado.

A UEE tem o papel de potencializar a luta dos estudantes gaúchos na busca das transformações das universidades, tornando-as mais populares e democráticas, também é dever da entidade fortalecer o movimento estudantil que ao longo de sua história foi capaz de construir diversas conquistas para o desenvolvimento do RS.

Com Liane Priscila do blog http://apenasmorenaflor.blogspot.com/

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

UMA MENINA COM A CARA DO NOVO BRASIL!! por Igor Correa de Fato

Que força estranha é essa que te leva a cantar, com essa voz tamanha, há 25 anos? Voz que cruza o país-continente nos diferentes sotaques, cores, humores e timbres da juventude? UJS é menina pouco mais velha que a nova democracia brasileira. Quando nasceu, chorou, berrou, e não deixou ninguém dormir enquanto não saíram as diretas. Menina arteira, tava no meio daquele povo que acendeu a esperança e apagou a escuridão dos tempos de torturas e matanças. Derreteu chumbo, mal sabia caminhar. Cismou que ia votar já aos dezesseis. Moleca atrevida, brincava de tinta, pintava a cara e dizia “Fora Collor!” Inventava brinquedos que os adultos só olhavam e riam,” imagina brincar de jovem curupira, que doidinha...” Mas ela não fazia caso, se encarapitava no alto de uma seringueira para dizer que a Amazônia é do Brasil, sem nem ouvir muito adulto que dizia: “desce daí menina e vai pra dentro!”. Ela não ouvia. Teimava. Diziam pra ela: “deixa de história menina, que invenção é essa de socialismo? Não vê que acabou garota? Vai estudar e ser alguém!” Ela foi estudar. Mas nunca deixou de história. Entrou em tanta escola, mas tanta escola, que escola só ela já não queria mais. Já tava na universidade. Fez da classe palanque, botou pilha, não deixou mais nada como era antes. Quando era moda “deixar de história”, história ela fazia e o tempo não parava. E ela rodava junto com a roda do mundo. E o mundo que fez de si tanta mesmice, foi enjoando de sempre a mesma coisa, dessa coisa monótona que é o pensamento único neoliberal. E o mundo foi se colorindo quase tanto quanto a alma daquela menina brasileira, que já era multicores. “Outro mundo é possível”, foi o sussurro que virou berro. A menina ficou fora dessa? Tava lá na linha de frente. Tardou mas não falhou. Na Latino-América foi tanta cor que ninguém conhecia antes, como a cor dos índios tão rebeldes que teimaram em existir, e tanto fizeram que viraram presidente. E voltaram a falar em Bolívar para os lados da Venezuela, e já não tinha parte que o povo não saísse pra rua para cantar a esperança. E a esperança venceu o medo. O operário virou presidente. A menina virou ministro e deputada. E um novo Brasil começou a florescer, como jamais se tinha visto. Um Brasil forte, rumo socialista, começou a se desenhar. E a menina, que antes só sonhava ser feliz, começou a traçar primeiros traços de felicidade real A menina se fez moça. Moça linda, alegre, corajosa, energética. O rosto dela é o rosto do novo Brasil. Brasil que já se anuncia na cara pintada do estudante, no suor consciente do trabalhador, na calça larga do grafiteiro, na coragem da mulher que não se cala, do negro que não baixa os olhos, do gay que exige respeito, e em tantos outros símbolos e gestos ainda não evidentes, mas que vão se evidenciando, emergindo à tona. Tanto ainda por fazer. Moça que só tem a vida toda para viver. Cresce, ganha a estrada, arrasta toda a massa. Não vamos deixar ninguém atrapalhar a tua passagem. A hora é essa vamos ganhar. A estrada vai além do que se vê, mas se o presente é de luta o futuro nos pertence. Os meninos e o povo no poder nós queremos ver, só há tempo a ganhar. Somos tão jovens. Não somos mais só futuro. Nós dizemos presente. Prepara uma avenida que a gente vai passar. Quem duvida do que ela pode, não conhece o que ela fez. Brasil mostra tua cara socialista. Cara de moça bonita que desaprendeu a calar.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

MERCEDES SOSA VIVE!!!

Mi tierra están cambiando! Denunciaste! Denunciaste as opressões a todos os povos da América Latina. Defendeste a identidade a e união de todos os latino-americanos contra o Imperialismo.


Mercedes! Tu, que muito visitaste este estado latino-americano que é o Rio Grande do Sul, entregaaste a tua voz para as vozes dos trabalhadores, para os povos oprimidos e subjugados da América Latina.


Mas Mercedes, tua voz contou a vida dos explorados deste lindo continente. e disse: "trabajando duramente, trabajando sí,trabajando y no le pagan, trabajando sí,trabajando y va tosiendo, trabajando sí,trabajando y va de luto, trabajando sí..."Pois, os povos latino-americanospassaram séculos trabalhando. E séculos trabalhando em condições adversas. Porém, tua voz nos fez seguir trabalhando. Na tua voz residiam os sonhos de libertação de Sandino, de Zapata, De Tupac Amaru, Che Guevara, Allende, Mariáteghi, Sepé Tiaraju! E esses lutadores, Mercedes, disseram: TAMOIO - ESSA TERRA TEM DONO -.



E esses povos, Mercedes veêm um novo horizonte. Inspirados por tua voz criaram Evos Morales, Hugos Chaves, Rafaeis Correa, Lulas e tantos outros combatentes de tua voz.




Mercedes! Nos deixaste de corpo presente. Mas fique tranquila, pois tua voz e tua poesia brilha nos olhos e nos corações dos revolucionários de todo o mundo. Eseguirá dizendo e ensinando as futuras gerações que para construir os socialismo é preciso, a cada dia, dizer "Gracias a la Vida que me ha dado tanto!"


VIVA MERCEDES SOSA!

VIVA A LUTA POR LIBERTAÇÃO DE TODOS OS POVOS!

VIVA O SOCIALISMO!

ATO DE SOLIDARIEDADE AOS POVOS APROVA MARCHA AO CHILE!

Na última sexta-feira, 02 de outubro a UJS participou de um ato cultural no Mercado Público em POA em solidariedade ao povos pela paz e pela nao violência promovido pela Marcha Mundial pela Paz.
No evento estiveram presentes diversas organizações das mais diversas etnias e frentes de luta pela Paz Mundial. O evento contou também com a presença de diversos artistas como Dante Ramon Ledesma que participou do ato defendendo a autonomia de todos os povos latino americanos. Para o representante da UJS no ato, Mateus Fiorentini - o Xuxa, "em tempos de tanta agressividade do Imperialismo no Iraque, instalando bases militares na Colômbia e reativando a quarta frota maritma, além do golpe contra a democracia em Honduras a bandeira mais revolucionária que podemos lançar é a bandeira da Paz" .

Segundo o Diretor da UBES no RS, Diego Hamester "os estudantes estão lado a lado daqueles que defendem a autodeterminação dos povos. Aqui temos uma luta importante a travar em defesa de nossa autodeterminação em torno do Pré-sal e da Amazônia".

Ainda foi aprovado no encontro uma marcha das entidades até a Cordilheira dos Andes passando por Montevideo e Buenos Aires, construindo atividades em defesa a auto determinação dos povos de todo o mundo.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

De braços abertos é o Rio de Janeiro, 2016 é o sonho brasileiro

Parabéns, Rio de Janeiro! Parabéns, Brasil! E - por que não? - parabéns UJS, afinal o ministro que ajudou a construir essa vitória é Orlando Silva, ex-presidente da entidade.

A cidade do Rio de Janeiro acaba de ser escolhida sede das Olimpíadas de 2016. O anúncio aconteceu em Copenhagen, Dinamarca, nesta sexta-feira, pouco depois das 14h. A vitória brasileira veio por 66 votos a 32.

É a primeira vez que os Jogos acontecerão no América do Sul. Em apresentação emocionante, a delegação brasileira ressaltou o ineditismo, o potencial do país, o apoio popular e o legado que a maior competição esportiva poderia deixar por aqui. Para conseguir tal feito, a Cidade Maravilhosa deixou para trás Chicago (EUA), Tóquio (Japão) e Madri (Espanha).

A despeito da presença de Barack Obama, a primeira cidade a sair do páreo foi Chicago. Logo depois, foi a vez de Tóquio, deixando a disputa definitiva para brasileiros e espanhóis.

O presidente Lula, muito emocionado, falou que o que pesou a favor da Rio de Janeiro foi a forma apaixonada como o povo abraçou o desafio olímpico e que esta é uma vitória do Brasil e da América do Sul. "Prevaleceu a razão, a paixão e a verdade. O Brasil merecia fazer uma Olimpíada", disse.

Depois, na coletiva de imprensa, Lula brincou com o fato de ter ganho de Obama. "Eu convidei o Obama a vir aqui na reunião do G20 e ele disse 'não, minha mulher vai e ela é boa nisso. Uma mulher pode sensibilizar mais os homens'. Eu já disse 'Obama, se você não for eu vou ganhar', ele veio e quis Deus que o Rio ganhasse". O "Rio de Janeiro merece, o Brasil merece e, sobretudo, o povo brasileiro merece", finalizou o presidente.

Lula também dedicou as Olimpíadas à juventude brasileira. "Durante décadas eles não tiveram chance e agora terão. Durante muito tempo a juventude brasieira foi esquecida e a partir de agora é diferente".

A UJS parabeniza todo o povo brasileiro por mais essa vitória! Parabéns, Rio de Janeiro! Parabéns, Brasil! E - por que não? - parabéns UJS, afinal o ministro que ajudou a construir essa vitória é Orlando Silva, ex-presidente da entidade.

Fernando Borgonov

www.ujs.org.br

Enquanto uns homens velhos se borram nas calças um guri dá o exemplo de luta pela democracia, pela liberdade e pela justiça!!!
FORA GOLPISTAS DE HONDURAS!!!
ABAIXO MICHELETTI!!


DCE da FAPA de cara nova!!


PDF Imprimir E-mail

Três chapas concorreram ao DCE das Faculdades Porto Alegrenses: “Agora só Falta Você”, composta pela UJS, DS e estudantes independentes; “Nossa voz uma só nota” (PSOL) e a chapa 3, “Agora é a nossa vez” (PSTU e anarquistas). Como já faz parte da história do movimento estudantil da FAPA, as eleições foram acirradas. O confronto foi intenso, o que acendeu os sentimentos golpistas de parcela do movimento estudantil que tentaram impugnar a chapa 1 (“Agora Só Falta Você”). “O voto dos estudantes precisa ser respeitado e fizemos tudo o que foi necessário para garantir a legitimidade e inviolabilidade do processo. Isso é prejudicial às entidades do movimento. Por isso, é preciso avançar na consolidação da democracia nos DCEs e DAs”, alertou a vice-RS da UNE, Eriane Pacheco. Os votos foram apurados nesta segunda-feira e confirmaram a vitória da chapa “Agora Só Falta Você”.

Conforme afirma o estudante de História e presidente eleito do DCE da FAPA, João Gabriel do Couto, “a nova gestão do DCE pretende reorganizar o Diretório Central de Estudantes, lutar pelo ProUni na FAPA, cobrar pesquisa e extensão, lutar contra o aumento abusivo de mensalidades. Vamos construir um DCE democrático, um DCE em cada sala de aula para ampliar a participação”. João Gabriel é membro da Direção Municipal da UJS de POA.

Os resultados das eleições foram: Chapa 1 “Agora Só Falta Você” – 286 votos; Chapa 2 “Nossa Voz uma só nota” – 203 votos e Chapa 3 “Agora é a nossa vez” – 147 votos. A FAPA é uma Instituição de seis mil estudantes distribuídos em vários cursos como História, Administração, Ciências Contábeis, Pedagogia, Letras, entre outros. Ainda é caracterizada por ser uma Faculdade de trabalhadores e tem sua história marcada pela intensa atividade estudantil.

De Porto Alegre,
Mateus Xuxa

Sempre Pink!